Páginas

A Poesia de Meu Bairro

A poesia de meu bairro
está de partida pra Capital
A poesia de meu bairro
vai fazer curso de pós-graduação
A poesia de meu bairro
canta só para as elites
A poesia de meu bairro
usa óculos escuros
A poesia de meu bairro
sai de manhã para tomar banho de piscina
A poesia de meu bairro
anda cheia de não-me-toques
A poesia de meu bairro
que vá pra puta que pariu.
><> Este poema fecha a seleta de 20 poemas integrante do livro Abaixo-Assinado (1977), publicado em parceria com o poeta-irmão Luiz Edson Fachin
Postar um comentário