Páginas

A eleição vem aí

A eleição está ganha
Os partidos políticos
Não são mais partidos
Porém balcões de negócios
E a sorte dos candidatos
Cabe numa mala... preta

A eleição está ganha
O governador mudou de sigla
Não é mais socialista
Incorporou o neoliberalismo
De corpo e alma até a medula
Que a medula é flexível

A eleição está ganha
O calendário foi divulgado
As urnas eletrônicas
O cartão magnético Visa
Os juízes eleitorais
E os mesários estão à postos

A eleição está ganha
O movimento nos sindicatos
O Movimento dos Sem Terra
Os discursos de esquerdas
E as reformas de base
Serão propostos novamente

A eleição está ganha
Os cabos eleitorais, vejam
Estão eufóricos
A chance de uns trocados é Real
Enquanto o desemprego segura o plano
E o presidente se segura no plano

A eleição está ganha
Os vereadores viram a casaca
Os jornalistas se oferecem
Os marqueteiros aprontam
A CPI, para o bem da eleição,
Foi prontamente arquivada

A eleição está ganha
Os programas de televisão
Debatem seus favoritos
As campanhas promocionais
Leve quatro, pague três,
Por quantos votos?

A eleição está ganha
O parlamento não se reúne
Os deputados lideram invasões
Encontros empresariais
(Afinal, a caixinha é necessária)
E convenções são armadas

A eleição está ganha
O Ministério Público endoça
(O pleito não é um circo?)
O povaréu está com fome
Falta pão na mesa
E água nos bairros periféricos

A eleição está ganha
Os padres e pastores
Guiam suas ovelhas em rebanho
Os grupos afros, gays e lésbicas
Expõem suas tendências
E querem um representante

A eleição está ganha
Os sindicalistas da CUT
Da Força Sindical, da CGT
Se digladiam em público
Pela massa falida
Da base da categoria

A eleição está ganha
O regime, não importa,
Emagrece, engorda, é democrático
Aos olhos do freguês
Do ponto de vista
Desde ou daquele lugar

A eleição está ganha
Todos saem ganhando
Sobras de campanha
Vão para os bancos da Suíça
O título de eleitor, coitado
É surrupiado mais uma vez.

Postar um comentário