Páginas

Quanto Milhão


Ai, quanto milhão voando
Nos ares do Brasil
Em direção ao Norte
Do norte para o sul
Sem parada pré-determinada
Sem passaporte, sem avião
Ai, quanto milhão em malas
De cores diversas como todos
Os gostos são diversos
Em moedas correntes aqui
E lá nos Estados Unidos
Ai, quanto milhão da sena
Do dízimo, do mensalão
Do meio de campo turvo
Do empréstimo mal explicado
Por este o aquele operador
Que opera sem dor nenhuma
Ai, quanto milhão, sim senhor
Mas alguma coisa está dita
Entre todos os envolvidos
No subentendido das ameaças
Se acabar com o meu eu denuncio
Ou seu, diz agora o novo defensor...
16/07/05

Postar um comentário