Páginas

Desmoronamento

O tempo, repara,
saiu de fora pra dentro
como uma metáfora
e ficou parado

O tempo não é singular
não é plural
não é coisa alguma
O tempo é tempo

Quando só,
olhando os velhos
que andam na praça
acompanhados de suas velhas,
não posso deixar de observar:
o tempo com o tempo
brinca e desmorona as gentes.

Curitiba, 10.10.2011

Postar um comentário