Páginas

Mãos ao alto I

“Mãos ao alto, isto é um assalto”
Diz o bandido com trêsoitão na mão...
- Tem horas, parece, que o assaltante
É um único profissional honesto

Neste mundo que a gente conhece
O batedor de carteira, veja agora,
Não é tão honesto, embora cause
Menos medo na vítima e nem sente

Quando o bolso está sendo “aliviado”
A sociedade, repara, está cheia, indignada
Com a onda de assaltos, roubos, furtos

Dos profissionais do ramo às pessoas de bem
Que dizem que pagam os impostos, vão a igreja
Cumprem suas obrigações de cidadãos fiéis

(continua...)

Postar um comentário