Páginas

Doramar

Doramar o que te dei
Não foi nada
nem poesia, nem poema

Doramar o que eu quero dar
é um sonho colorido
como a imagem de cinema

Doramar um dia de domingo
simplesmene domingo
é domingo de Doramar

Não vale à pena voltar
pra rever as desilusões
vale, sim, sofrer novas dores

Continue cantando Doramar
essa cantiga velha e bonita
que faz a gente chorar.

1979

Postar um comentário