Páginas

Poema Constatação

O tiro saiu pela culatra
O tiro não acertou o alvo
O tiro acertou o pé
O tiro se viu no espelho

O tiro certo, certeiro
É um tiro de misericórdia?
Um tiro que salva?
Um tiro que não volta atrás?

Se for tudo isso, vamos combinar
O tiro proposto, numa sexta-feira
É um tiro que saiu pela culatra
E nem as notas esclarecedoras
Serão capazes de reparar.
Postar um comentário